Saída Push-Pull, o que é?

Saída Push-Pull, o que é?

Saída Push-Pull é um tipo de saída de encoder incremental. Indicado para ambientes com mais interferência, as saídas push-pull ou totem-pole oferecem uma solução melhor.

Com a saída push-pull, a corrente pode ir nas duas direções – pode ser sincronizada ou obtida a partir da saída do encoder. O driver de saída pode converter a saída de um TTL de 5V para uma saída do tipo coletor aberto.

A saída push-pull é normalmente usada com um sinal de origem CC e implementada com um codificador incremental de extremidade única para fornecer sinais A, B e Z. 

Quando o transistor de saída está aberto, o driver produz uma alta lógica; quando fechado, o driver produz um nível lógico baixo. Essa abordagem torna o design muito mais tolerante ao ruído e funciona bem para distâncias de até 10 m.

Ver também


Quer aprender mais? Tem outras dúvidas?


Sobre a Dynapar

A Dynapar é uma das empresas operacionais da Specialty Product Technologies, Grupo Fortive, do qual também fazem parte a Veeder-RootWest Control SolutionsHengstlerAnderson-NegeleGems Sensors, entre outras. Possui fábricas no Brasil, Estados Unidos e Alemanha.
 
Conta com assistência técnica local e 1 ano de garantia para todos os produtos.
 
Oferece a mais completa linha de encoders do mercado: incremental, absoluto, senoidal, heavy-duty (robusto). Seus encoders são dedicados a mercados como energia eólica, área petrolífera e veículos fora da estrada. Experiência, versatilidade e competência para atender sua necessidade de precisão e desempenho.

Quais são as características de um Encoder Absoluto?

8 de março

Quais são as características de um Encoder Absoluto? Encoders Absolutos são sensores que geram...

Como posso adquirir produtos Hengstler?

8 de março

Como posso adquirir produtos Hengstler? Dynapar e Hengstler são empresas irmãs, pertencentes ao Grupo...

Como calcular a frequência do sinal de um encoder incremental?

8 de março

Como calcular a frequência do sinal de um encoder incremental? Para conhecer a frequência...

One comment

Deixe uma resposta